Pés – tipos e pisadas

Os pés formam o ponto fixo de nossa postura no solo; são fundamentais para a postura e para o movimento. A partir dele é desencadeada uma série de reações de equilíbrio que nos ajudam a manter a postura ereta durante o movimento.

Qualquer desalinhamento nessa estrutura, tanto estático quanto dinâmico, seja  na estrutura ou na biomecânica,  abala a harmonia de nosso corpo. Podem surgir  dores nos pés, e até mesmo compensações em outras partes do corpo.

A ”pisada pronada” refere-se à maior descarga de peso na parte de dentro do pé.

A “pisada supinada” é a maior descarga de peso na parte de fora do pé.

Mas por que os esses tipos de pisada acontecem? Acontecem devido à falta de elementos de estrutura, de sustentação no pé ou devido à falta de ativação muscular correta de determinado músculo frente à determinada reação, ou em determinado período do movimento.

Para sustentar e distribuir o peso do corpo o pé precisa ter  três arcos,  os arcos longitudinais e arco transverso.

distribuição correta de peso nos pés

Esses arcos formam como uma abobada de uma igreja, distribuindo melhor a sustentação. Qualquer alteração desses arcos tem os chamados: 

pé cavo - pé normal - pé plano

- pé plano (chamado de “chato”)- quando o arco longitudinal este diminuído
- pé cavo  – quando há um aumento desse arco longitudinal

O pé plano pode tender a pisar mais para a borda medial, ocasionando a pisada pronado. Apesar de não ser tão freqüente, o pé cavo também pode causar essa pisada, por desequilíbrio muscular durante o movimento.

Os músculos auxiliam na fixação e organização dos arcos. Por isso é fundamental estimularmos, exercitarmos essa região do corpo nosso também, muitas vezes esquecida entre sapatos apertados, saltos altos, meias grossas.


Cristina Venere, 11.05.2011 | Categorias: Saúde


1 COMENTÁRIO


Rosana - 12.05.2011

Oi Cris! Pois é, eu que o diga isso de compensar o desequilibrio nos pés!


DEIXE SEU COMENTÁRIO