SOLO – Importância e Diferencial

Cristina Venere

Originalmente Joseph Pilates criou os exercícios do método no solo. A fim de facilitar a execução destes, desenvolveu os equipamentos. O solo permite uma maior propriocepção, consciência corporal. Não há a assistência das molas, o corpo realiza o exercício contra a gravidade. Podemos explorar a organização de nossos pés, que são a base de nosso equilíbrio e postura em pé.
O Treinamento Funcional também faz parte de nossas aulas no solo.
A utilização de diversos acessórios torna a aula mais desafiante e lúdica, sendo que uma aula nunca é igual à outra.
É a partir dele que ensinamos os princípios do método e que preparamos o aluno para exercícios nos equipamentos.
Diferente das aulas de pilates em academia, o grupo é constituído por no máximo três alunos, o que permite uma maior correção dos exercícios e individualização destes para cada aluno. Mas como é realizada esta individualização? A partir da avaliação fisioterapêutica, os instrutores da Clínica Vênere modificam o exercício, progredindo ou regredindo o desafio de acordo com o nível de cada aluno (iniciante, intermediário ou avançado) ou de acordo com a patologia/ dor existente. Conhecem aonde cada aluno irá compensar mais, aonde a correção deverá ser mais eficaz, assim como qual parte do corpo deverá ser mais trabalhado para que o objetivo daquele aluno seja alcançado de forma mais rápida e segura, saudável. Cada pessoa possui um corpo único, com alterações posturais, histórico médico e físico, estratégias motoras diferentes; portanto deve ser tratada como única.

Segue abaixo os comentários de alguns Fisioterapeutas instrutores da Clínica Vênere:

Priscila M. Fleuri

O inicio das aulas em solo é muito importante; o solo é a base de tudo. Além de servir de base serve de complemento também para os exercícios em aparelhos, buscando, sobretudo, o fortalecimento da musculatura abdominal. O método foi desenvolvido em solo primeiramente para depois ser desenvolvido nos aparelhos, portanto no solo é onde o aluno consegue aprender e aprimorar o método assim como seus princípios e objetivos que entre eles esta o perfeito equilíbrio entre corpo e mente. O solo no início da aula tem como objetivo também proporcionar um aquecimento, dar uma maior propriocepção e consciência corporal, o aluno deve compreender a importância de iniciar a movimentação através de um centro fortalecido.
Os exercícios em solo na Clínica Vênere são diferentes de uma academia porque os exercícios seguem uma ordem pré-estabelecida de níveis, passando do básico para o intermediário, o avançado e o super avançado, sendo que cada aluno deve ser tratado de acordo com sua individualidade, ou seja, os exercícios são executados de acordo com as necessidades, habilidades e limitações de cada um. Segundo os princípios do Método Pilates, se um aluno tem habilidade para avançar no exercício, poderá executá-lo de forma mais complexa, enquanto o outro mantém o exercício de forma mais simples, por isso numa academia é difícil proporcionar esta individualidade e esta preocupação de respeitar as necessidades, habilidades e limitações de cada um. E é desta forma que conduzo minha aula, respeitando os princípios do Método.

O perfeito equilíbrio entre corpo e mente é aquela qualidade do homem civilizado que não apenas lhe dá superioridade em relação ao selvagem ou ao reino animal, mas também lhe fornece todos os poderes físicos e mentais que são indispensáveis para o alcance do objetivo do ser humano – saúde e felicidade (Joseph Hubertus Pilates)

Renata A. Amaral

O trabalho de solo é a base do Pilates, foi com ele que tudo começou. É onde você presta atenção ao seu corpo e aprende a realizar os movimentos de forma correta utilizando os músculos que você quer usar. Só mais tarde é que os aparelhos foram inventados, num primeiro momento para auxiliar aqueles que tinham dificuldade em realizar os movimentos sem ajuda, pois eles funcionam como um guia além de ajudar na sustentação do corpo facilitando a execução de muitos exercícios e depois para desafiar e dificultar a realização de alguns exercícios. Um trabalho de solo bem executado é mais difícil e pode até ser mais eficaz dependendo da escolha do repertório.
A grande diferença do solo nas academias e na Clínica Vênere é a individualização. Normalmente nas academias as turmas são grandes e heterogenias e nem sempre é possível dar uma atenção individualizada para cada aluno. Os exercícios são globais e priorizam o condicionamento muscular e, por isso, às vezes são feitos num ritmo mais rápido e com poucas correções. Já nos studios onde os grupos são pequenos é possível individualizar o trabalho dentro dos objetivos e condições de cada aluno.
Em geral começo minhas aulas em pé através de exercícios de equilíbrio que trabalham o corpo como um todo o preparando para o restante da aula, além de estimular os movimentos e organização de nossos pés tão importantes para nossa postura, mas muitas vezes negligenciados no nosso dia a dia.
Nas minhas aulas de solo procuro trabalhar o corpo de forma balanceada incluindo exercícios em várias posições (em pé, sentado, deitado em decúbito dorsal/ventral e lateral, gato e pranchas) e que envolvam a mobilização do corpo/coluna de diferentes formas (flexão, extensão, inclinação e torção), além de trabalhos de equilíbrio, consciência corporal e postura. Procuro enfatizar a qualidade e não quantidade de movimentos e oferecer desafios para que as aulas se tornem sejam motivantes. Sempre procuro incluir exercícios que envolvam mobilidade, estabilidade, força e alongamento de forma equilibrada.

Claudia de Pretto

Os exercícios de pilates no solo visam tonificar a musculatura, principalmente abdominal, alongar e realinhar o corpo como um todo.
A diferença entre exercícios no solo e nos equipamentos é que no solo não usamos a força das molas e sim a força do próprio corpo contra a gravidade.
Nos exercícios do solo, também chamados de mat pilates, podem ser usados acessórios, como bola, magic circle, rolo, meia lua, que aumentam ou diminuem o desafio, modificando o grau de dificuldade dos exercícios, mas sempre respeitando o limite de cada indivíduo.
Os exercícios no solo aumentam o controle e a consciência corporal, pois o aluno necessita controlar sozinho o seu corpo já que os exercícios são livres e dependem exclusivamente dele para que sejam realizados harmoniosamente. Além da melhora na consciência corporal, no posicionamento correto do corpo, controle, alongamento, força, flexibilidade e equilíbrio, proporciona parte lúdica, tornando a aula mais alegre e agradável.

watch?v=-DJOX41BpP8&feature=fvsr